in

Antes de responder uma mensagem, respire!

Sabe quando você recebe aquela mensagem que faz o seu sangue subir?

Pois é, todo mundo já passou por essa situação pelo menos uma vez, mas…

Cuidado!

Essas mensagens e e-mails provocam uma vontade súbita de responder ou tomar alguma atitude em relação ao assunto.

Mas você já ouviu aquele ditado: “não faça promessas quando estiver feliz, não discuta quando estiver com raiva e não tome decisões quando estiver triste!”?

E, quando falamos em Etiqueta Virtual, esse conselho também é válido.

Enviar e-mails ou responder mensagens no calor de uma emoção pode surtir efeitos indesejados algum tempo depois.

Receber algo que te tire do sério pode fazer com que, no impulso, você envie uma resposta sem pensar e gere ainda mais problemas. Além disso, vale lembrar de que uma vez que a mensagem foi enviada, não dá para voltar atrás, além do fato de que ela ficará registrada para sempre – ou, pelo menos, até o destinatário deletar.

Tom de voz da mensagem: considere diversas interpretações antes de responder

Outro ponto importante – e que sempre devemos considerar antes de levar como certa a nossa interpretação sobre algum texto – é que, nem sempre, é possível saber qual é o exato tom de voz que o remetente quis utilizar em uma mensagem.

Muitas pessoas possuem uma maneira de escrever que torna o texto mais seco ou mais objetivo e, aliando essa característica ao assunto da mensagem, pode dar a entender que a maneira de falar foi grosseira quando, na verdade, não necessariamente a intenção tenha sido ruim.

Assim, se imediatamente você responder essa mensagem partindo do pressuposto de que ela é negativa, pode, com o desdobramento do assunto, perceber que teve atitudes equivocadas, que perdeu a razão e que se precipitou no julgamento.

Sim, sabemos que em outras tantas vezes não é apenas o tom de voz que define uma mensagem negativa, mas o próprio teor do texto, como as palavras utilizadas ou o comunicado de uma decisão desagradável. Mas, de qualquer forma, tenha sempre em mente que resolver problemas e “lavar a roupa suja” na internet não é o mais indicado – não apenas pelas diversas interpretações que podem surgir, mas, também e principalmente, por ser ideal que as desavenças e os problemas sejam resolvidos olho no olho.

Por isso, a dica do Etiqueta Virtual é: antes de responder uma mensagem que tenha te tirado do sério, releia-a algumas vezes, tente interpretar de maneiras diversas, respire e espere algum tempo para formular uma resposta adequada.

Deixe seu comentario

Written by Tânia d'Ávila

Tânia d’Ávila é paulistana, graduada em relações públicas pela FAAP e pós-graduada em marketing e comunicação integrada pelo Mackenzie. Em sua formação, destacam-se cursos voltados para a área de marketing digital (ESPM), branding (Trespontos e FGV) e planejamento estratégico de comunicação (Trespontos e ESPM), além de ter cursado Docência e Metodologia de Ensino Superior pela FGV. Possui mais de 7 anos de experiência, tendo trabalhado em agências e consultoria de branding e marketing digital, nas áreas de conteúdo e planejamento estratégico. Desde 2014, atua como consultora de branding, relações públicas e marketing digital, apoiando empresas de pequeno e médio porte em ações de comunicação aliadas à gestão de marca. Escreve artigos sobre os segmentos e ministra palestras sobre a área.

[g1_socials_user user="9" icon_size="28" icon_color="text"]
Ligar ou mandar mensagem no whatsapp?

Mandar mensagens por Whatsapp ou ligar, eis a questão

Boas práticas de e-mail: inevitavelmente, preencha o campo assunto